Conheça alguns

Atrativos

Cânion Sussuapara

A água desce por uma fenda estreita, entre paredões úmidos de cerca de 12 m de altura, como um pequeno cânion, cobertos de samambaias, musgos e vegetação típica. Ao longo do trajeto, o córrego apresenta sucessão de pequenas quedas d’água, formando piscinas naturais de águas frias. Cânion Sussuapara, localizado a 12 km do Centro da cidade.

 

Pedra Furada

Um gigantesco conjunto de blocos areníticos esculpidos pelos ventos há milhões de anos reina solitário na paisagem. Os três buracos feitos na rocha e sua beleza cênica dão um toque mítico ao atrativo. Do topo da Pedra Furada é que se avista o Morro Solto, um paredão rochoso, arredondado, perdido no meio do nada. É hora de esquecer o tempo e contemplar uma paisagem surpreendente.

Cachoeira do Formiga

O nome é por causa do rio Formiga. É uma queda pequena que forma um poço grande de águas em tons esverdeados que lembram esmeralda. A água é muito transparente e mesmo no lugar mais profundo pode-se ver a areia calcárea branca e fina. Ao redor dessa piscina natural, a vegetação é exuberante e lembra a mata atlântica, com palmeiras, samambaias e muitas árvores com bichos pulando pra lá e pra cá. Como outros encantos do Jalapão, fica em propriedade particular e paga-se pela visita. Também é permitido acampar e nesse caso, é necessário levar provisões e cumprir a exigência  - válida para todo o Parque Estadual do Jalapão - de não deixar qualquer espécie de lixo.

Cachoeira da Velha

No rio Novo, é a maior cachoeira do parque e uma de suas maiores atrações. Tem grande volume de água cristalina mesmo na época da estiagem – entre maio e setembro  - em duas quedas em formato de ferradura com cerca de 100 metros de largura e 15 de queda livre. Olhando de cima e conforme o ângulo, o formato lembra o mapa do Brasil. Conta com uma passarela e um mirante de onde se pode contemplar a cachoeira e a mata ao redor e, dando sorte, um pouco da fauna local. O banho não é permitido por questão de segurança, já que é um grande volume de águas revoltas. O nome, de acordo com os locais, deve-se a uma mulher que vivia nas proximidades da cachoeira e amava demais aquelas águas e, depois de morrer, seu espírito permanece no lugar.

Cachoeira da Arara

A Cachoeira das Araras é uma parada estratégica para quem está saindo de São Félix do Tocatins a caminho de Palmas. Ela é um ótimo refresco e também excelente ponto para almoço antes de pegar a estrada até a capital. A Cachoeira não tem uma queda d’água muito grande, mas o paredão de pedra repleto de verde dá um tom maravilhosos ao visual. A violência da água não é tão grande, o que permite chegar bem perto da queda e até mesmo andar por trás dela. A temperatura da água é perfeita para dias de calor e logo depois de entrar na cachoeira o corpo já estará acostumado com a temperatura. É possível aproveitar o grande poço de água ou mesmo ficar sentado nos banquinhos naturais feitos com troncos de árvores que estão dentro da cachoeira. Uma delícia para fechar a viagem pelo Jalapão.

Fervedouro dos Buritis

O Fervedouro do Buriti encanta pela linda cor da água, que varia entre verde e azul, a depender do sol, e também pelos grandiosos buritis que cercam o local. Com grau de flutuação leve e muito verde ao redor, esse fervedouro agrada pela grande piscina e transparência da água. Ótimo para cliques subaquáticos! Na entrada do fervedouro, há uma pequena cabana de madeira que serve de abrigo para o sol. Uma escada permite o acesso à água. Ao entrar, proteja-se do calor em meio às bananeiras que dividem espaço com os buritis. A trilha que leva ao fervedouro é bem rápida e não demora nem cinco minutos para chegar até ele depois de estacionar o carro. A capacidade máxima é de 10 pessoas por vez e o custo é de R$ 15 por visitante. No Fervedouro do Buriti, há um restaurante de comida caseira que serve almoço e também funciona como bar. Bom ponto de parada no meio do dia de visitas aos fervedouros.

Fervedouro do Buritizinho

Com água extremamente transparente e de azul intenso, o Fervedouro do Buritizinho se destaca como um dos mais belos do Jalapão. Nadar em meio à natureza que cerca o local é uma experiência incrível e digna de muitas fotos. O Fervedouro do Buritizinho tem formato de gota e a nascente é mais profunda se comparada a outros fervedouros, por isso a sensação de flutuação não é tão intensa. É possível nadar tranquilamente e, em alguns pontos, a profundidade pode até não dar pé. Mesmo sem a grande pressão da nascente, a visita é imperdível.

Fervedouro do Ceiça

O Fervedouro do Ceiça encontra-se em Mateiros. Como o terreno é frágil o atrativo possui um limite capacidade de carga. Só é permitido no fervedouro seis pessoas por vez, com tempo máximo de permanência de 20 minutos. Os visitantes podem esperar numa pequena estrutura de apoio no local. O atrativo turístico, que é particular, está aberto todos os dias, das 6h às 18h.

Fervedouro do Encontro das Águas

O Fervedouro do Encontro pode não ser o maior ou mais bonito do Jalapão, mas certamente é o mais forte! A nascente desse fervedouro tem alta pressão e é muito difícil afundar mesmo com outra pessoa empurrando você para baixo. Com uma nascente única, esse fervedouro é o ideal para quem deseja sentir intensamente a flutuação tão famosa neste fenômeno raro da natureza. A areia em suspensão na água é tão fina e agitada que entra pela roupa e forma bolos no biquíni e na sunga. Para aliviar a sensação de areia por todos os lados, vale dar um mergulho no encontro entre o Rio Sono e o Rio Formiga. Aliás, é desse encontro que vem o nome do fervedouro. Os rios e o fervedouro estão a apenas dois minutos de caminhada um do outro.

Fervedouro Bela Vista

Considerado o mais bonito do Jalapão, o Fervedouro Bela Vista é visita imperdível para quem está na região. A piscina desse fervedouro é a maior entre todos os fervedouros abertos para visitação e conta com 15 metros de diâmetro de água transparente e incrivelmente azul. É impossível não ficar hipnotizado com a cor da água e a beleza da natureza que cerca o espaço. O acesso ao Fervedouro Bela Vista acontece por uma plataforma de madeira que ajuda  a preservar o sensível solo ao redor. Há uma grande nascente principal no Bela Vista, onde é possível sentir a flutuação característica dos fervedouros. Para quem quiser curtir o lugar de maneira menos comum, vale investir em um mergulho noturno — permitido nesse local.

Fervedouro do Alecrim

O Fervedouro do Alecrim compete em tamanho e beleza com o Fervedouro Bela Vista. O formato dos dois é bem semelhante, assim como infraestrutura de madeira para acesso à piscina. A principal diferença entre os dois é a cor. Enquanto o Bela Vista é azul, o Fervedouro do Alecrim é extremamente verde. Uma cor única entre os fervedouros do Jalapão. A piscina do Fervedouro do Alecrim tem uma grande nascente principal, onde a pressão da água é maior, assim como a flutuação. Porém há outras fontes menores que também permitem a diversão. A capacidade desse fervedouro é de seis pessoas por vez. Não há infraestrutura de restaurante ou hospedagem no local, apenas o fervedouro aberto para visitação.

Apoie o Turismo Legal

Somos uma empresa especializada em agenciar viagens, no Tocantins e outras regiões, oferecendo a infraestrutura ideal para quaisquer roteiros de ecoturismo e turismo de aventura. Temos como objetivo traçar os melhores pacotes e roteiros, visando à diversão, conforto e segurança dos seus clientes. Nossa agência de turismo é certificada na Cadastur.

Redes Sociais

Fale Conosco

063 98447-7961  / 99109-4441

andrealmi81@gmail.com

Av. Dr. Albeny Ferraz Machado Q-X L-7,
Ponte Alta do Tocantins - Tocantins